jusbrasil.com.br
22 de Outubro de 2019

O conceito de empregabilidade mudou

BITTAR ADVOCACIA, Advogado
Publicado por BITTAR ADVOCACIA
há 5 anos

A empregabilidade é algo muito dinâmico no mercado de trabalho e tem exigido cada vez mais dedicação das pessoas que querem transformar-se em profissionais brilhantes e destacados dentro de qualquer organização.

Até algum tempo atrás, as empresas faziam seleções e promoções internas com base fundamentalmente nos aspectos técnicos desenvolvidos pelas pessoas. E, as exigências eram muito menores do que as atuais. O que antes era um diferencial, como ter graduação em curso superior, curso de idiomas, domínio de informática, dentre outros conhecimentos, atualmente faz parte de qualificações básicas exigidas pelas empresas. Isto é, quem não se qualifica se trumbica!

Isto não é só! As seleções nas empresas não buscam somente a pessoa com ótimos conhecimentos técnicos, mas aquelas que os tem em grande repertório e ainda apresentam habilidades comportamentais e emocionais capazes de dar à pessoa uma qualificação superior à de seus concorrentes. Aliado ao conhecimento técnico e habilidades, ainda as empresas avaliam o grau de atitude da pessoa para colocar em prática os dois requisitos anteriormente citados.

O que isto quer dizer? Quer dizer que as empresas buscam contratar e promover aquelas pessoas que tenham sólido conhecimento, ótimas habilidades comportamentais e que sejam capazes de colocar em prática tudo o que sabe, ou seja, que transformem conhecimentos e habilidades em resultados práticos na sua atuação na empresa, agregando valores aos processos organizacionais.

E você que trabalha aqui no Grupo Real já parou pensar em qual é a sua empregabilidade? Você já parou para pensar em como está o nível de seus conhecimentos, como estão as suas habilidades comportamentais e o que você tem feito para se tornar uma pessoa que agrega valor para si mesma e para a empresa? Se ainda não, é bom começar logo, pois a empresa tem crescido cada vez mais e isto exigirá pessoas cada vez mais capacitadas para ocuparem posições que poderão surgir em função do desenvolvimento do Grupo Real.

Por onde começar? Busque informações com seu líder direto, seu Supervisor ou Gerente, e questione-o a respeito das metas organizacionais, das metas de sua unidade e de seu departamento. Peça a ele que forneça feedbacks constantes a respeito de seu desempenho e comportamento na empresa, auxiliando-o assim a preparar-se cada vez mais para assumir novas posições na empresa.

A empregabilidade não é mais somente ter uma infinidade de cursos no currículo, mas ter condições de gerar valor para a empresa a partir da função que é ocupada pelo colaborador. É esta condição de transformar a si mesmo e o ambiente de trabalho no qual está inserido que fará de você uma pessoa detentora de maior ou menor grau de empregabilidade.

Um exercício simples e prático para você praticar a análise de sua empregabilidade, é buscar respostas para no mínimo as 5 perguntas abaixo:

1. O quanto você é interessante para a empresa em que trabalha e para o mercado, analisando-se sob os aspectos de conhecimento, habilidade e atitudes?

2. O que diferencia você das outras pessoas que trabalham na empresa ou que concorram contigo no mercado de trabalho, fazendo de você um detentor de atributos nobres?

3. Por quais motivos uma empresa gostaria de ter você como colaborador para nela trabalhar e contribuir com o desenvolvimento da mesma?

4. O que você tem feito de positivo em seu local de trabalho que tem te tornado uma pessoa diferenciada das demais que contigo trabalham?

5. Como as pessoas percebem-te no seu ambiente de trabalho?

Além destas perguntas, a sua empregabilidade será diretamente proporcional ao seu nível de motivação e de seu desenvolvimento não só no aspecto profissional como acima mencionado, mas também, em outras áreas da vida, tais como:

1. Social: quanto melhor você se relacionar com as pessoas e quanto mais pessoas conhecer, maior será sua possibilidade de ascensão profissional;

2. Familiar: a manutenção de uma base familiar consistente e que te apóie no seu desenvolvimento enquanto pessoa e profissional fará de você uma pessoa com sólidos valores de vida que te sustentarão em toda a sua trajetória;

3. Saúde: faça um acompanhamento periódico de sua saúde e procure manter hábitos saudáveis em sua vida, pois como já diz o provérbio romano “mente sã, corpo são”;

4. Espiritual: invista parte de seu tempo em busca de maior espiritualidade e religiosidade, isto fortalecerá a sua automotivação e sua atuação em todas as outras dimensões de seu desenvolvimento;

5. Cultural: quanto maior sua carga de leitura, participação em eventos culturais, busca por novos conhecimentos, maior será seu desenvolvimento intelectual e sua capacidade de interação social, proporcionando a você maiores possibilidades de crescimento profissional;

6. Material: por fim, estipule metas materiais (como comprar algo ou fazer uma viagem que você tanto deseja) e lute para conseguir conquistá-las, investindo seu tempo em todas as dimensões anteriormente citadas aqui.

Como se vê, o grau de empregabilidade de cada um dependerá cada vez mais da automotivação, da busca pela excelência profissional (transformando em atitudes os conhecimentos e habilidades adquiridos), da atuação ética e alinhada com os valores da empresa e da própria capacidade que cada um terá para gerir a sua VIDA e a sua CARREIRA. Fazer tudo isto não é fácil, ainda mais num mundo dinâmico como o atual e que a cada dia que se passa o tempo parece ficar cada vez mais escasso. Mas, deixar de buscar esta excelência profissional e o gerenciamento de sal VIDA dentro do que deseja para si, é tornar-se vitima de seus próprios sentimentos e transferir para outrem a responsabilidade de sua VIDA.

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Diante do auto índice de desemprego no nosso país, artigos como este deveriam ter divulgação ampla, pois trata de um bem comum aceito e delatado que seria bastante útil para tais desempregados.! continuar lendo